Diário de uma Bi: porque é tão difícil aceitar a bissexualidade?


A Sex Coach Tati Eckhardt diz: a bissexualidade existe e ponto final.

Florianópolis, 10 de outubro de 2019.



Olá, meu querido diário!



Hoje está um lindo dia e queria registrar esse momentinho. Eu já estava com saudade das nossas conversas.



Um dia me fizeram uma pergunta: porque você vai de hétero a bi, e não tem inversão de papéis?


Inicialmente fiquei confusa com essa pergunta, achando que tivesse algo a ver com fetiche. Mas não, a pergunta realmente questionava a minha bissexualidade.



Vim te contar isso porque fiquei matutando com meus botões. Não levei para o lado pessoal, afinal, as pessoas estão muito confusas, realmente. Mas, depois de uma pergunta dessas e ainda quando vêm me perguntar o porquê de muitas mulheres estarem dizendo que são bissexuais, eu já começo a desconfiar logo que é uma pergunta feita por um homem hétero, que tem medo de perder as mulheres para outras mulheres, não é mesmo, meu querido diário?



Da mesma forma que muitos homens não conseguem perceber e nem ao menos tentar se colocar na pele das mulheres que, apesar da imensa repressão sexual ao longo da história, estão tendo coragem de descobrir, falar e assumir a sua sexualidade, ainda assim, é visto como se as mulheres quisessem "aparecer" ou estar na "moda”.



Como sempre, meu querido diário, as mulheres sempre estão em evidência, quando o assunto é a própria liberdade, principalmente a liberdade sexual, como se outro alguém tivesse o direito de julgar ou dizer como elas têm que se comportar em relação a qualquer situação, inclusive a de pensar e tomar decisões. Por esse e outros motivos que está acontecendo uma nova revolução sexual e nunca mais irão poder colocar correntes e nem cinto de castidade numa mulher novamente.



É meu querido diário, eu quero mesmo é que o circo pegue fogo!😛



Bjos!Até breve!

  • White Instagram Icon

Instagram

  • White Twitter Icon

Twitter

  • whats

Whatsapp