Diário de uma Bi: Nise da Silveira, Uma Mulher à Frente do Seu Tempo