Diário de uma Bi: Inspirações no Dia dos Professores


Tati Eckhardt: Sex Coach e Professora

Florianópolis, 15 de outubro de 2020.



Olá, meu querido diário!



Hoje é o meu dia! Hoje é o Dia dos Professores!



É inegável constatar como os professores estão cada vez mais desvalorizados e desmotivados em suas profissões. Eu mesma não trabalho mais em escolas, que como diz o Professor Leandro Karnal, são os heróis do tempo atual, os professores do Front de Batalha, ou seja, na fronteira, com seus alunos de ensino fundamental e médio de escolas públicas. Eu concordo. Esses são os verdadeiros heróis.



Mas para dar uma motivada, quero relembrar contigo, meu querido diário, alguns personagens importantes que sempre nos inspiram. Reais ou fictícios, elevam a moral, retratam o valor da educação e a importância desses profissionais que são essenciais para a evolução da humanidade.


Paulo Freire: educador e filósofo brasileiro

O primeiro de todos, o saudoso Professor e Educador e Filósofo Paulo Freire, que com seus pensamentos poderosos influenciam, até hoje, a forma de pensarmos uma a educação com autonomia. Esse para mim, é “o cara”, meu querido diário.




Erin Gruwell e Hilary Swank: Escritores da Liberdade

Depois, uma personagem de um filme chamado Escritores da Liberdade, baseado em fatos reais, que me inspira muito é a Professora Erin Grwuell, interpretada por Hilary Swank. Ela dá aulas numa escola pobre, com índices de violência por conta das inúmeras gangues de rua daquela região, onde muitos dos alunos eram das gangues. Ela consegue ajudá-los a ver “luz no fim do túnel” para suas vidas, ensinando o respeito às diferenças e mostrando valores que valem a pena ser adquiridos para viver em sociedade, apesar do quadro controverso.



Ken Carter, o "Coach Carter" e Samuel L. Jackson

Um outro personagem de filme que gostei muito foi o Coach Carter, com Samuel L. Jackson, também baseado em uma história real. Um professor de educação física que treinou um time de basquete, na escola em que ele tinha sido aluno uma vez. O filme retrata a importância da disciplina e respeito ao próximo e a si mesmo, e também mudou a vida daqueles jovens que ali estavam, dando esperança de um futuro melhor.



O Sorriso da Mona Lisa: feminismo nos anos 50

Um outro filme em que achei o máximo e com personagens incríveis, além da professora, foi O Sorriso da Mona Lisa, interpretado por Julia Roberts. Uma professora de História da Arte chamada Katerine Watson, que começa a lecionar em um colégio só para mulheres, e tentará abrir a mente de suas alunas para um pensamento liberal, enfrentando a administração da escola e as próprias garotas. O maior desafio para essa professora será fazer com que suas alunas assumam sua identidade cultural como ser social e histórico.



Enfim, meu querido diário, achei esses filmes os melhores para relembrar nesses momentos de crise na educação que estamos passando, e nos inspirar em como os professores podem transformar o rumo da nossa história através da educação.


Gostaria que hoje fosse um dia muito mais celebrado e valorizado para os professores, mas não podemos perder as esperanças, então desejo a todos os professores um



Feliz Dia dos Professores!


Até mais, meu querido diário!