Diário de uma Bi: Hipocrisia Patriarcal e Rock in Rio

Florianópolis, 30 de setembro de 2019.



Ana Cañas protesta contra a hipocrisia patriarcal

Olá, meu querido diário!



Passando aqui só para registrar uma situação que aconteceu neste final de semama.

Li a notícia (fonte uol) de indignação e desabafo de Ana Cañas no Rock in Rio, sobre o seu figurino.



Ana Cañas cantou com Titãs, no palco sunset, com um body de brilhante que arrebentou. Ela resolveu tirar e ficar com o adesivo nos mamilos. Hoje, ao assistir à reprise do show, percebeu que não estavam mostrando o corpo dela.



"Momento desabafo: não está sendo fácil lidar com a hipocrisia patriarcal. Fiquei sabendo que na transmissão do show ao vivo pela TV, eles evitavam me filmar (apenas rosto ou costas - essa foto do post foi a única imagem que encontrei do meu corpo inteiro). Eu queria saber porque o corpo de uma mulher INCOMODA tanto, a ponto de nos censurarem?"



Com esse desabafo de Ana Cañas, meu querido diário, eu não poderia deixar de falar sobre isso e concordar com ela.



Você sabe bem que esse tema me deixa agitada porque nós vivemos numa sociedade onde a mulher é sempre taxada disso ou daquilo; os dedos são apontados por qualquer coisa diferente do que se acha certo ou errado para uma mulher fazer, e mais uma vez eu pergunto, quem decide o que é certo ou errado para uma mulher fazer? Certamente o patriarcado.



Ana Cañas está certa de protestar e eu aqui também o faço, em solidariedade não somente a ela mas a todas as mulheres que sofrem todo tipo de repressão e opressão, principalmente a mulher brasileira.



Como diz Chimamanda Ngozi Adiche em seu livro: Sejamos todos Feministas. É isso que todos nós precisamos ser. Devemos ter direitos iguais como seres humanos. Liberdade de expressão. Sejamos livre!



É isso, meu querido amigo, meu querido diário!



Até breve!