Diário de uma Bi: Poliamor existe?

Atualizado: 24 de Ago de 2019


Poliamor: Eu, Tu e Ela

Florianópolis, 22 de agosto de 2019.



Olá meu querido diário!



Tenho pensado muito nessa questão do Poliamor. Sinto que preciso viver algo a mais. Tenho certeza de que, quando eu tiver a minha namorada, vou cuidar com todo amor. Não vou tratá-la como um objeto.



Na verdade, ninguém merece isso. Mas tenho visto muitas discussões sobre o relacionamento poliamoroso e o mais intrigante é perceber o quanto ainda existe preconceito, mesmo dentro da comunidade LGBTQ. Ora, eu, por exemplo, só tenho a visão bissexual da coisa, jamais poderia estar na pele de outra pessoa. Busco a empatia, compaixão por todo ser humano e isso facilita o não-julgamento, ajuda a abrir a cabeça e crescer como indivíduo.



Sabe, meu querido diário, estou longe de ser alguém perfeita, mas sinto paz e alegria quando avanço um pouquinho nas minhas reflexões e consigo perceber o outro. O que quero dizer com isso é que:


estamos todos em constante aprendizado e mudança.


Tudo o que ocorre em relação ao sexo já existia muito antes de eu e você nascermos, a única diferença é que hoje toda forma de amor e sexo está sendo exposta para os outros e isso é muito bom. Mas como mudança gera medo, pois mexe na nossa zona de conforto, as pessoas preferem julgar para esconder seus próprios conflitos. Portanto, o que está havendo de regras em relação ao Poliamor não está no gibi, pelo amor de Deus!!



Eu só quero ser feliz e amar o meu próximo como a mim mesma. Quero me amar mais para poder amar mais ainda o outro. Eu tenho muito amor para dar. Quero transbordar coisas boas para quem me cerca, e assim ir mudando o meu mundo para melhor.


Posso pensar em querer o meu “unicórnio”, sem ter uma conotação negativa dessa palavra.


Família de unicórnios



Prefiro acreditar que unicórnio é um termo que mostra alguém especial, cheio de dons e que todos querem estar por perto.










Obrigada, meu querido diário, por me ouvir com tanta paciência! Preciso te dar um nome interessante... Por enquanto é só.



Até daqui a pouco ou até amanhã!